Direitos Humanos

SAÚDE

Núcleo de Saúde do OIDH

Dia Mundial da Bioética – 2016

O dia Mundial da Bioética foi celebrado na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. Os nobres valores intrínsecos aos Direitos Humanos estiveram bem patenteados neste evento.

Torna-se pertinente salientar que a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, tem como Hospital Escolar, o Centro Hospitalar de São João, sediado nesta cidade.

 bioetica-2

 bioetica

O Dia Mundial da Bioética foi celebrado pela primeira vez à escala mundial no passado dia 19 de outubro, com uma celebração conjunta nos 124 centros da International Network UNESCO Chair in Bioethics – Cátedra de Bioética da UNESCO (Haifa).

Em Portugal o Dia Mundial da Bioética foi assinalado com uma sessão na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto. A iniciativa enfatizou os valores que estiveram na base da instituição deste dia mundial, nomeadamente a Declaração sobre Bioética e Direitos Humanos da UNESCO, sendo ocasião para Rui Nunes se debruçar sobre “A Bioética e os Direitos Humanos”, a que se seguiu a intervenção da deputada Isabel Moreira acerca de “Direitos Humanos e Direitos da Mulher”. Este evento contou ainda com a participação do Embaixador Lobo de Mesquita, da Comissão Nacional da UNESCO, do Prof. Sebastião Feyo de Azevedo, Reitor da Universidade do Porto, da Profª Amélia Ferreira, Diretora da FMUP, do Prof. Altamiro da Costa Pereira, Diretor do Medcids, do Dr. Miguel Guimarães, Presidente da Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos, e dos Drs. Carlos Vital e José Gallo, respetivamente Presidente e Diretor do Conselho Federal de Medicina do Brasil, e ainda da Profª Guilhermina Rego, Vice-Presidente da Câmara Municipal do Porto.

Esta sessão incluiu a atribuição do 1º prémio da International Competition of the World Bioethics Day, concurso público internacional que pretendeu avaliar a melhor contribuição científica na área da bioética, e que foi atribuído à investigadora da FMUP Francisca Rego (e colaboradores) facto que se traduziu num enorme prestígio para a bioética Portuguesa.

De facto, a bioética tem vindo a ganhar relevo progressivo no seio da UNESCO e a instituição deste Dia Mundial da Bioética tem por principal objetivo principal estimular a cooperação multilateral de uma rede internacional de institutos de formação em Bioética (International Network – UNESCO Chair in Bioethics), associando-se a escolas de ensino superior, tanto em países desenvolvidos como em países em desenvolvimento.

O médico português Rui Nunes, coordenador mundial do Departamento de Investigação da International Network – UNESCO Chair in Bioethics, afirmou neste evento que um dos grandes desafios da Cátedra de Bioética da UNESCO (Haifa) é, precisamente, a luta por uma sociedade global mais justa, no plano dos direitos humanos e da igualdade de oportunidades. Nesse sentido Rui Nunes propôs à UNESCO a elaboração de uma Declaração Universal de Igualdade de Género

NÚCLEO DE SAÚDE DO OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL DE DIREITOS HUMANOS (OIDH)

CENTRO HOSPITALAR DE SÃO JOÃO – PORTO – PORTUGAL

sao-joao

Núcleo de Saúde do OIDH

Este Núcleo, em permanente atualização, recebe Organismos ligados à saúde de qualquer lugar do mundo.

O Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH) constituiu o Núcleo de Saúde, no dia 7 de Abril de 2016 (Dia Mundial da saúde).

Considerando que no dia 7 de Abril de 1948, as Nações Unidas, fundaram a Organização Mundial da Saúde, e que, desde 7 de Abril de 1950, se celebra o Dia Mundial da Saúde, o Observatório Internacional de Direitos Humanos, no âmbito da sua missão e da cidadania global, decidiu nesta mesma data criar o Núcleo de Saúde.

O Núcleo de Saúde do Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH) foi instalado no Centro Hospitalar de São João (CHSJ) na cidade do Porto – Portugal.

O dia 7 de Abril de 2016, Dia Mundial da Saúde, é uma data histórica para o Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH), para a Humanidade, para Portugal e para o Centro Hospitalar de São João – Porto.

Entre as várias entidades nacionais e internacionais que passaram a ter conhecimento da criação, no âmbito da cidadania global à escala mundial, do referido Núcleo, destacam-se:

- Presidente da República de Portugal

– Presidente da Assembleia da República de Portugal

– Primeiro-Ministro de Portugal

– Comissão de Saúde da Assembleia da República de Portugal

– Ministro da Saúde de Portugal

– Ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal

– Presidente do Tribunal Constitucional de Portugal

– Comissário Europeu responsável pela pasta da Saúde e da Segurança Alimentar.

 

O Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH) congratula-se pelas mensagens de solidariedade recebidas e que são provenientes das mais altas instâncias.

O OIDH manifesta ainda o seu profundo agradecimento ao Engenheiro António Guterres por ter aceitado o convite formalizado pelo Núcleo de Saúde do Observatório Internacional de Direitos Humanos, para colaborar no último encontro internacional de jovens médicos, pertencentes a mais de cem países do mundo e que se realizou no passado mês de Setembro.

A gravação da mensagem do Engenheiro António Guterres poderá ser visualizada através do seguinte link:

https://www.facebook.com/YESMeeting/videos/1434162323280280/

guterres-2

guterres

É de salientar que o Eng. António Guterres, na qualidade de Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, a convite do OIDH, associou-se a diversas iniciativas internacionais realizadas por este Observatório no âmbito dos Direitos Humanos. Algumas dessas cerimónias ocorreram na Assembleia da República de Portugal.

Este Homem, de uma grande dimensão humana, como líder mundial, está-se a tornar num ícone que está a deixar uma marca indelével no século XXI. Para muitos já é considerado um profeta e arquiteto da paz e uma grande luz ao serviço da Humanidade.

Atualmente o Centro Hospitalar de São João – Porto é presidido pelo Dr. António Oliveira e Silva.

Portugal, 6 de Outubro de 2016

Logotipo Branco

O Presidente,

Dr. Luís Eduardo Afonso Andrade

Promotor e Defensor dos Direitos Humanos

Direitos Humanos