Direitos Humanos

  • O OIDH destaca-se no mundo: por ser livre, independente, autónomo, sem qualquer conotação política, religiosa, ou outra, engloba todos os setores sociais, não faz distinção de raça ou cor da pele, e defende incessantemente os princípios consagrados na Declaração Universal dos Direitos do Homem. Características extraordinariamente relevantes e pouco comuns na atual sociedade global.

  • PÁGINAS

  • NÚCLEO DE DIREITOS HUMANOS AO SERVIÇO DA HUMANIDADE DO OIDH – ESCOLA SECUNDÁRIA DE PINHAL NOVO – PALMELA – PORTUGAL

    O Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH) constituiu o Núcleo de Direitos Humanos ao Serviço da Humanidade, no dia 10 de Dezembro de 2016 (Dia Internacional dos Direitos Humanos).
    Veja aqui.

    pinhal-novo2
  • NÚCLEO DE DIREITOS HUMANOS E EDUCAÇÃO DO OIDH – UNIVERSIDADE DE COIMBRA – PORTUGAL

    O Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH) constituiu o Núcleo de Direitos Humanos e Educação, no dia 17 de Outubro de 2010 (Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza).
    Veja aqui.

    universidade-coimbra-portugal-2
  • NÚCLEO DE SAÚDE DO OIDH – CENTRO HOSPITALAR DE SÃO JOÃO – PORTO – PORTUGAL

    O Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH) constituiu o Núcleo de Saúde, no dia 7 de Abril de 2016 (Dia Mundial da Saúde).
    Veja aqui.

    Saúde
  • PREÂMBULO – ESTATUTOS

    Preâmbulo aos Estatutos do
    OBSERVATÓRIO INTERNACIONAL DE DIREITOS HUMANOS (OIDH)
    Servir a Humanidade


    Com o objetivo primordial de promover a Paz no Mundo e o bem comum da Humanidade, no âmbito da cidadania global, é criado o Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH).
    Numa perspetiva transgeracional assente na cidadania ativa e na solidariedade humana, com a presente matriz metodológica, procura-se contribuir para um mundo melhor, trabalhar em prol de todos os que compõem a vida em sociedade tendo em consideração os mais desfavorecidos.
    Através deste exercício de cidadania e participação cívica, faz-se a transposição destes valores para um contexto que visa promover a Paz no Mundo e, de uma forma geral, procura o bem comum da Humanidade.
    Consubstanciado nas virtudes desta participação cívica, considerada uma fonte de honra e respeito, promove-se um maior grau de consciência e práticas de cidadania no que concerne à resolução dos problemas que afetam a Humanidade.
    O OIDH, de amplitude mundial, com o lema “Servir a Humanidade”, dá particular atenção aos maiores e mais persistentes ao longo da História da Humanidade flagelos sociais, com especial enfoque na extrema pobreza, na fome e desnutrição, que atingem milhões de seres humanos em todo o mundo.
    Considerando que o princípio da dignidade da pessoa humana é um valor inalienável, os Estatutos do OIDH assentam nessa premissa fundamental.
    Os Estatutos do OIDH podem ser lidos AQUI.

    Editorial Inicial
  • NOVIDADES RECENTES

  • CONFERÊNCIA SOBRE DIREITOS HUMANOS E SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE (SNS)

    igualdade sns No dia 8 de Abril de 2016, pelas 10:30, realizou-se na Escola Secundária de D. Duarte – Coimbra, organizado pelo Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH), em parceria com o Projeto de Educação para a Saúde e com o responsável pela Rede de Escolas Associadas da UNESCO do AECO, uma conferência proferida pelo Dr. António Arnaut (Fundador do Serviço Nacional de Saúde em Portugal), tendo como público-alvo, preferencialmente, alunos do 11º e 12º anos e professores. Veja a gravação aqui.

  • HISTÓRICO

    livros

    A página designada por Histórico, tem como objetivo, registar todos os acontecimentos que ocorreram desde o início da criação do OIDH. Para ver as iniciativas invulgares, algumas delas inéditas, que foram realizadas nos mais variados lugares do mundo, com a envolvência de entidades pertencentes aos mais diversificados setores da sociedade global do Século XXI, entre aqui.

  • BANDEIRA DO OIDH
  • TRANSLATE TO

  • DIA INTERNACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS

    United Nations Dia Internacional dos Direitos Humanos, de Portugal para o Mundo.
    Veja aqui.
  • Orfeon (1)

    DIA MUNDIAL DO REFUGIADO - 2016
    O Dia Mundial do Refugiado é assinalado em Portugal.
    Cinco crianças representando os cinco continentes do Globo, proferiram uma mensagem com o objetivo de sensibilizar a Humanidade, repleta de enorme simbolismo.
    Uma vasta rede de Universidades internacionais, entre muitas outras entidades e, cidadãos em geral de todos os países do mundo, seguem uma original iniciativa que visou assinalar o Dia Mundial do Refugiado. Para ver o vídeo entre aqui. Orfeon (1)

    LIDERES MUNDIAIS OBSEQUIADOS
    Assinala-se o Dia Internacional da Solidariedade Humana, por intermédio de uma ação coletiva que visa presentear os Líderes Mundiais e toda a Humanidade, com uma iniciativa de características invulgares.
    Uma gravação chega a Chefes de Estado, Secretário-Geral da ONU e Presidente da Comissão Europeia, através de entidades oficiais.
    Associada a esta iniciativa, a DGEE envia uma mensagem a todos os seus Estabelecimentos Escolares, sobre a Paz no Mundo e envolve cerca de três milhões de alunos em Portugal.
    Informa-se que a gravação do filme inclui uma impressionante intervenção, carregada de grande simbolismo, proferida por uma criança de apenas três anos de idade.
    Todos os cidadãos do Mundo podem ver, entre aqui.

  • Novos Eventos

Direitos Humanos